© Ulysses Boscolo, 2018. Todos os direitos de imagens são reservados. Nenhuma das imagens do site poderá ser reproduzida ou utilizada sem prévia autorização por escrito. Produzido por MiraCultural com Wix.com.

renato de cara

Carta para Ulysses

Caro Ulysses,

 

É com muito carinho e cuidado que preservo nossa amizade.

Desde o dia em que você apareceu na Galeria Mezanino, em 2008,

apresentando suas gravuras e objetos, soube ali que você é um cara com

uma obra muito especial. O nome da coletiva era “Andando nas Nuvens,

41 Sonhos de Artistas”. Nada mais sintomático! Vi no seus desenhos,

acondicionados em um álbum de madeira produzido por você, um

encantamento e uma paixão pelo fazer.

As imagens cheias de linhas desconexas num primeiro olhar e o estojo

de madeira bruta, bem pesado, compunham o primeiro álbum com papéis

que conheci e que logo foi adquirido por gente que entende de arte.

Logo depois, vendemos uma nova caixa com trinta gravuras únicas para o

acervo da Pinacoteca do Estado de São Paulo. E tantas outras saíram com

o mesmo entusiasmo de quem as via.

 

Acredito que no mesmo ano vi suas pinturas, numa exposição individual

na Gravura Brasileira. Em uma pequena sala, um painel com muitos cães,

borboletas e detalhes de paisagens em pequenos formatos também me

encantaram. Quis logo saber delas, acreditando no quanto elas tinham de personalidade no gesto e na matéria.

A mistura de técnicas, como a xilogravura, a gravura em metal, a colagem

e o desenho, somam muito na hora de imprimir o seu discurso. E você

sempre afirmou: “a importância da obra não está na dimensão ou

tamanho do trabalho”.

O foco do interesse do artista sempre revela com quem estamos falando.

De você, entre cães, pássaros, navios, flores e amores, vemos uma alma

boa, talhada na inocência de um bairro pacato de São Paulo, com estudos

e técnicas aperfeiçoados na graduação e pós-graduação de universidades consagradas.

 

Resumindo, o privilégio em ser seu parceiro se traduz em seus sonhos

imagéticos: obras maravilhosas na minha coleção particular, além de tê-las

também no acervo da Mezanino, encontrando muita poesia e excelência

vindas de suas mãos e do seu coração.

 

Obrigado por estar perto de nós! Abraços

Renato De Cara